30 de agosto de 2009

Saiba Mais Sobre: O que é MIDI? (parte 1)


O uso de arquivos MIDI é muito comum hoje em dia devido à facilidade que eles oferecem para compôr e executar uma música e por podermos contar com plataformas MIDI de alta qualidade, com timbres que soam quase naturais - ou seja, semelhante ao de instrumentos musicais reais. Muita gente usa arquivos MIDI tanto para se divertir quanto para trabalhar, porém, poucas pessoas sabem o que é MIDI. Esta postagem - que será dividida em três partes - tem como objetivo esclarecer o que é MIDI e como são criados arquivos *.mid, mostrando o potencial que eles oferecem na produção musical.


O que é MIDI?
MIDI (Musical Instrument Digital Interface), ou Interface Digital para Instrumentos Musicais, é uma tecnologia padronizada de comunicação entre instrumentos musicais e equipamentos eletrônicos (teclados, guitarras, sintetizadores, sequenciadores, computadores, samplers, etc), possibilitando que uma composição musical seja executada, transmitida ou manipulada por qualquer dispositivo que reconheça esse padrão. Tecnicamente, MIDI é um protocolo; entretanto, o termo geralmente é utilizado também para se referir aos diversos componentes do sistema, como adaptadores, conectores, arquivos, cabos etc.
Diferentemente de outros formatos, um arquivo MIDI não contém o áudio propriamente dito, e sim as instruções para produzi-lo, ou seja, é basicamente uma partitura digitalizada. Essas instruções definem os instrumentos, notas, timbres, ritmos, efeitos e outras características que serão utilizadas por um sintetizador para a geração dos eventos musicais.
Até a década de 70, a comunicação entre instrumentos musicais era algo impraticável. Foi quando um grupo de fabricantes (os mais conhecidos da época) desenvolveu o padrão MIDI (Musical Instrument Digital Interface). Este padrão permite o envio de mensagens de controle entre instrumentos eletrônicos digitais ou analógicos, e é, portanto, uma representação de eventos e não de som digitalizado.
Mensagens MIDI
Cada mensagem MIDI é, geralmente, composta por 3 palavras e é enviada/recebida serialmente entre duas UART (Universal Asynchronous Receiver Transmitter). Cada palavra, por sua vez é composta de 10 bits, pois sendo uma comunicação assíncrona entre dois dispositivos, necessita ter, além dos 8 bits de dados, ainda 2 bits de sinalização de início e final de palavra, e como característica da transmissão ainda deve-se observar o detalhe da manutenção do sinal em 1 entre palavras e mensagens. Uma analogia muito utilizada é a que se assemelha à comunicação de dois computadores via modem que é muito semelhante. Em cada mensagem enviada é transmitido primeiramente o bit menos significativo.
Transmissão das mensagens MIDI
Para transmissão, cada mensagem MIDI é recebida em paralelo por uma UART (Universal Asyncrhronous Receiver Transmiter) que converte em um formato serial. Essa comunicação serial será utilizada entre os dispositivos a uma taxa de transmissão de 31.250 bits por segundo (31,250 Kbps).
Controladores MIDI
Controladores são dispositivos que tem por objetivo gerar mensagens MIDI para a aplicação que se fizer necessário.
Exclusivos de Sistema
As mensagens exclusivas de sistema — System Exclusive Messages, abreviadas como Sysex — são mensagens cuja estrutura é definida especificamente pelo aparelho que irá recebê-la, podendo tal estrutura conter qualquer tipo de dado. Por exemplo, um dispositivo MIDI pode ter uma especificação de mensagens sysex que contenham caracteres ASCII.
Softwares MIDI
Alguns exemplos de softwares que trabalham com MIDI: Ableton LIVE, Anvil Studio, Cakewalk Sonar, Fruity Loops Studio, Logic Audio, Steinberg Nuendo/Cubase, ProTools, Reason, Sony Acid Pro, Pure Data.

Fonte:wikipedia.org

http://pt.wikipedia.org/wiki/MIDI


Próxima postagem (parte 2): funções e produção de arquivos MIDI.
Postar um comentário

Mais Notícias

Notícias - KVR Audio News

Notícias - Sound On Sound Audio News

Notícias - Gearjunkies Audio News

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...