3 de abril de 2015

O que esperar de Kiko Loureiro no Megadeth

Kiko Loureiro é o novo guitarrista-solo do Megadeth. E o que os fãs de Thrash Metal podem esperar dessa nova dupla?


por Mário Megatallica

Sim, Kiko Loureiro foi confirmado oficialmente como novo guitarrista do Megadeth. A notícia foi divulgada no site oficial e no Twitter da banda, assim como em centenas de sites, blogs e fan pages de revistas especializadas. E boa parte dessa agitação aconteceu por causa do "fator surpresa" incluído na revelação do novo membro do Megadeth.

Kiko Loureiro, Dave Mustaine e Chris Adler em estúdio. Foto: Twitter 


O guitarrista brasileiro Kiko Loureiro, de 42 anos, se tornou conhecido no Brasil, no Japão e na Europa como guitarrista da banda Angra, na qual desempenha as funções de compositor, guitarrista-base e guitarrista-solo e com a qual já lançou oito álbuns de estúdio. Paralelamente lançou quatro álbuns-solo (No Gravity, Universo Inverso, Fullblast e Sounds of Innocence) e também trabalhou como guitarrista na banda da vocalista Tarja Turunen, com quem gravou um álbum de estúdio (Winter Storm), além de ter gravado um álbum experimental (Neural Code) com mais dois músicos brasileiros, o baixista Thiago Espírito Santo e o baterista Cuca Teixeira.

É bastante visível que Kiko Loureiro já fez um pouco de tudo como músico, porém, se destacou bem na cena mundial de Heavy Metal com a banda Angra, que se encaixa no rótulo "Power - Melodic Metal". É um som bem veloz, com muitos duetos de guitarra, dinâmica variável, linhas vocais que exploram muitas notas altas -- mas que não tem nada a ver com o estilo "Thrash - Speed Metal" clássico do Megadeth. Aliás, a estética musical das duas bandas chega a ser praticamente oposta: enquanto o Angra explora bem o lado mais etéreo e alegre nas letras e melodias, o Megadeth prioriza a crítica política e social e um som mais tenso e agressivo.

Portanto, o que nós, fãs de Megadeth, podemos esperar de Kiko Loureiro na banda? Um fato é inegável: Dave Mustaine não escolheria um guitarrista que não conseguisse executar bem os solos dos outros guitarristas que já passaram pela banda - e nesse aspecto a perfeição técnica de Kiko Loureiro certamente foi fundamental. Ponto para o Brasil! Finalmente o talento brasileiro para o Metal dos poucos músicos que se arriscam a sobreviver nesse mercado voltou a ser reconhecido em nível mundial. E além da questão técnica, qual poderia ser a contribuição de Kiko Loureiro no Megadeth?  Todo mundo sabe que ele nunca tocou oficialmente com alguma banda desse estilo, logo, não tem tradição e (teoricamente) nem "pegada" para fazer diferença no som do Megadeth - e isso é um fator que pesa contra o seu destaque na banda, afinal, teria Kiko Loureiro condições musicais de contribuir com riffs e arranjos dentro de um estilo agressivo como o Thrash Metal? Antes disso, pensemos... será que Dave Mustaine está disposto a ceder espaço na composição de riffs para um guitarrista recém-chegado à banda? Quem conhece bem o Megadeth sabe que isso quase nunca acontece. Se analisarmos o caso do saudoso Chris Broderick, perceberemos que ele assumiu a função de guitarrista-solo do Megadeth e assim permaneceu praticamente durante todo o tempo em que esteve na banda; ele pouco se envolveu com o processo de composição de músicas. Estaria Dave Mustaine planejando explorar mais os ritmos brasileiros em suas músicas? Se este for o caso provavelmente Kiko Loureiro poderá dar uma contribuição ao som do Megadeth, afinal, ele tem conhecimento teórico e técnico suficientes para criar dezenas de riffs baseados no padrão rítmico brasileiro - assim como fizeram os irmãos Cavalera na década de 90 com o Sepultura. Mas, pensando bem... será que algo desse tipo passa pela cabeça de Dave Mustaine? Eu acho que não.

Por enquanto o fato é que Kiko Loureiro vai mesmo é contribuir com solos de guitarra no Megadeth. Qualquer coisa além disso é mera especulação. Com certeza a participação dele nas longas turnês da banda serão uma importante avaliação na sua permanência como membro do Megadeth já que, até agora, o próprio Kiko não afirmou que deixará que cumprir seus compromissos com a banda Angra. Ou seja, disponibilidade deve ser inicialmente um fator bastante exigido por Dave Mustaine para que a banda não sofra novamente com mudanças de formação durante suas turnês. Após isso, certamente o mestre Mustaine deve avaliar se ele e seu novo parceiro formam mesmo uma boa dupla, capaz de criar e executar riffs, solos e duetos como na fase de ouro da banda na década de 90. Se a experiência das turnês valer a pena e Kiko Loureiro realmente se tornar um membro efetivo do Megadeth, acredito que são grandes as chances do guitarrista brasileiro se tornar mais que um "músico de suporte" e passar a contribuir efetivamente com o som da banda nas próximas composições, podendo transformar-se (espero que sim!) num dos grandes nomes que passaram pelo Megadeth, trazendo de volta para os fãs o som que fez a banda se tornar uma potência do Thrash Metal.





Postar um comentário

Mais Notícias

Notícias - KVR Audio News

Notícias - Sound On Sound Audio News

Notícias - Gearjunkies Audio News

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...