5 de outubro de 2011

Músico do Chimaira desabafa sobre a indústria musical atual

O frontman do CHIMAIRA, Mark Hunter, publicou através do site Metal Sucks, um parecer muito pessoal da indústria fonográfica atual e da carreira de músico de rock como um todo. O que segue abaixo são trechos retirados do post original, traduzidos para o português.

Vocalista do Chimaira, Mark Hunter.
O futuro dos produtos físicos: Comparando as vendas dos dois últimos lançamentos do Chimaira, Hunter revelou que ‘Infection’ teve 11% de suas vendas feitas através de downloads pagos. ‘Age of Hell’ na primeira semana teve 40%. Verdade. Ele continua: “Eu adoraria se ainda estivéssemos no tempo em que se compravam CDs, mas nós não estamos. E esse tempo nunca vai voltar, então… faça outra coisa. Ou pule fora… eu não questiono se deveríamos ou não lançar um produto físico. Ainda há uma demanda por ele. Só não é tão grande como era.” Ele também discutiu os custos para se colocar produtos físicos em lojas como a Best Buy, o que segundo ele, é muito alto.

Sobre as gravadoras: “uma gravadora é meio que como um benefício do governo. É ótimo e ajuda, mas muitas de suas liberdades pessoais são revogadas… as vantagens de uma gravadora – uma boa equipe que é feita de legítimos fãs de música «alguns deles», a capacidade de colocar sua música nas lojas, crédito, promoção.”

Para ler o artigo completo clique aqui.


Postar um comentário

Mais Notícias

Notícias - KVR Audio News

Notícias - Sound On Sound Audio News

Notícias - Gearjunkies Audio News

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...