29 de outubro de 2010

Gibson lança a Firebird X


A Gibson apresentou seu novo e ousado modelo de guitarra, a Firebird X, à qual atribuiu traços de revolucionária em relação ao mercado. O CEO da fabricante, Henry Juszkiewicz, mostrou nesta quinta-feira (28) os detalhes do instrumento durante uma coletiva nos Estados Unidos.

O principal aspecto em relação à Firebird X é que se trata de uma guitarra que vem com diversos efeitos embutidos. E isso foi feito a partir de tecnologias novas, que não existiam nem mesmo há poucos anos.

A proposta foi juntar diversas opções em uma única ferramenta para que o guitarrista deixe a sua criatividade fluir ainda mais. Os mecanismos foram projetados de forma que seja simples manuseá-los.

Apesar do anúncio, a Firebird X ainda não foi lançada oficialmente. Ela deve estar disponível a partir do dia 11 de dezembro e em uma quantidade limitada. Mais detalhes devem ser revelados em breve no site da Gibson.


Teclado Korg PS 60



O novo teclado da Korg, o PS60, vem agitando o mercado com suas funções.

Configuração fácil e controle de performance
O PS60 é muito fácil de usar. As partes central e direita do painel são basicamente lugares para personalizar e controlar os sons. Basta usar os controles dedicados da seção “Category” para escolher seus sons e a área “Easy Setup” para especificar o volume, a oitava, o efeito e suas respectivas quantidades. Knobs dedicados estão disponíveis para ajustes finos nos efeitos e no EQ.

Você também pode escolher dividir ou mesclar múltiplos sons no teclado. Essas configurações são coletivamente chamadas de “Performance” e você pode armazenar 20 delas na memória interna. A área Performance, do lado esquerdo do painel, é usada para edições mais complexas e profundas, assim como para chamar essas performances rapidamente a qualquer momento!

Comando e controle
O PS60 proporciona uma grande variedade de controladores que fazem sua performance mais expressiva. Você pode produzir mudanças suaves ou drásticas de timbre e afinação ao mover o joystick para cima/baixo/esquerda/direita e usar os botões de oitava acima/abaixo e de “transpose” para mudar a afinação do teclado. Dois conectores para pedais estão disponíveis para uso com pedal damper (sustain), footswitch ou pedal, oferecendo controle extra. Ao tocar sons de órgão, um botão adicional dedicado pode controlar a velocidade do simulador de rotação do falante (rápido/devagar).

Teclas agradáveis
O PS60 conta com um teclado novo e altamente expressivo. As teclas semi-pesadas com toque natural proporcionam grande prazer ao tocar. Seja você um tecladista profissional ou não, você vai ter um teclado de alto desempenho pronto para atender qualquer performance.

Simbiose de Hardware e Software
O software editor do PS60 permite que você edite sons nos mínimos detalhes, até mais a fundo do que o próprio PS60 permite. A possibilidade de visualizar múltiplos parâmetros e controles gráficos na tela do computador facilita a criação de sons mais completos em qualquer categoria. O plug-in editor do PS60 oferece todos os mesmos recursos e ainda permite que você utilize o PS60 como um plug-in de synth em sua DAW (como VST, AU ou RTAS). Como livraria, o software permite que você armazene uma seleção completa de sons que você criou em seu computador.


Angra lança novo videoclipe

O Angra acaba de lançar o clipe da música "Lease Of Life", que integra o álbum Aqua. O grupo formado por Edu Falaschi (vocal), Felipe Andreoli (baixo), Ricardo Confessori (bateria), Rafael Bittencourt e Kiko Loureiro (guitarras) está com seu sétimo lançamento de estúdio, que chegou às lojas após quatro anos sem um álbum disco de inéditas.

Dirigido por Ricardo Guidara, o vídeo de "Lease Of Life" traz a banda entre imagens do mergulho de uma mulher (como o nome indica, a água é o tema central de Aqua, que também tira inspiração da peça A Tempestade, de William Shakespeare).

Confira o video logo abaixo.



28 de outubro de 2010

Avid lança o novo ProTools HD Native

O aguardado Pro Tools HD Native já é uma realidade. Segundo informações divulgadas pela Avid, o novo sistema chega ao mercado com diversas novidades, todas resultado da união entre o tradicional programa de gravação, mixagem e edição e uma placa PCIe capaz de dialogar com os drivers universais CoreAudio e ASIO.

O novo Pro Tools HD Native permite aos usuários continuar a trabalhar com o Pro Tools HD ao mesmo tempo em que torna possível usar programas como Logic, Nuendo, Cubase e Fruity Loops, entre outros, a exemplo do que a Avid tem feito com seus mais recentes sistemas de interface. Isso porque a placa PCIe é própria para trabalhar com três novas unidades de hardware da Avid - HD I/O, HD OMNI e HD MADI -, que oferecem a opção de conexão ao hardwares preferidos dos usuários.

Enquanto a unidade HD I/O permite até 64 canais de entrada e saída, através de conexões Sub D, além de conexões de entrada/saída AES, SPDIF e de sincronismo, em conectores BNC, a unidade HD OMNI conta com duas entradas combo analógicas frontais, quatro entradas de linha e oito saídas analógicas e entradas/saídas ADAT, AES e SPDIF. Por sua vez, o HD MADI trabalha com a conexão de duas entradas e duas saídas MADI. Quem possui unidades hardware Pro Tools HD Avid também pode conectá-las ao sistema graças à placa PCIe, devidamente preparada com cabos próprios para conexão com todos os hardwares da família.

Sobre o software, o ProTools que integra o HD Native possui as mesmas capacidades de um sistema proprietário base, apesar das diferenças devido à capacidade do sistema de DSP. O ProTools HD Native vem com a versão 8.0.4, incluindo a própria aplicação e plug-ins nativos (apenas os de protocolo TDM não fazem parte do conjunto), instrumentos virtuais, biblioteca de loops e plug-ins como os da Trilium Lane, Bomb Factory e uma versão do Melodyne Essential. São permitidos até 64 canais de entrada/saída, com até 192 pistas de mixagem a uma frequência de amostragem de 48 kHz a 192 kHz.


Nova atualização do Melodyne


A Celemony liberou uma atualização do software Melodyne. A nova atualização, compatível com as versões Assistant, Editor e Essential,  traz suporte 64 bits e melhorias na manipulação e edição de Midi, assim como suporte para mais formatos de plugins (RTA, AU e VST). Com a  nova versão, o Melodyne passa a funcionar também no modo stand-alone (sem necessitar de um host software) e as três versões (Assistant, Editor e Essential) passam a ser compatíveis entre si.

A nova atualização do  Melodyne é gratuita para usuários cadastrados e pode ser descarregada pelo site da Celemony.


Fonte: celemony.com

Dave Grohl gravando novamente com Kris Novoselic

Dave Grohl revelou em uma entrevista para a rádio BBC que recrutou Krist Novoselic, com quem trabalhou no Nirvana, para tocar em uma das faixas do novo álbum do Foo Fighters. O frontman não deu muitos detalhes acerca da participação do baixista no disco sucessor de Echoes, Silence, Patience & Grace, contando apenas que "Krist foi lá outro dia e tocou baixo em uma música".

Outra parceria dos tempos de Nirvana que foi revivida foi com o produtor do disco Nevermind, Butch Vig. Ele é o responsável pela produção deste álbum que, segundo Grohl anunciou anteriormente, é o mais pesado da história do Foo Fighters. "Esse projeto todo tem sido bem legal, porque eu não fazia um disco com Butch há 20 anos, quase exatamente 20 anos", contou, complementando que sete canções já estão prontas e que faltam ainda cinco ou seis. "Os fãs do Foo Fighters vão pirar porque, honestamente, (o disco) está muito legal."

Krist não é o único participante já confirmado no trabalho. Bob Mould, ex-guitarrista e vocalista do Hüsker Dü, aparece na música "Dear Rosemary".

Dave ainda revelou que a banda pretende lançar um filme mostrando os bastidores das gravações. "Basicamente, em 2011 vocês não vão conseguir se livrar da gente, é isso que estamos querendo", brincou.


26 de outubro de 2010

Marky Ramone em Goiânia


O ex-baterista do Ramones, Marky Ramone, se apresentará em Goiânia no dia 04/11/10 no Bolshoi Pub.

O baterista Marky Ramone, último remanescente da formação clássica dos Ramones, faz uma apresentação histórica no Bolshoi, com Michale Graves, ex-vocalista do Misfits, e dois músicos da banda argentina Los Violadores, El Tucán na guitarra e El Niño no baixo. Marky entrou nos Ramones em 1978, a convite do baixista Dee Dee Ramone, no lugar do Tommy. Em questão de semanas, estava em estúdio gravando Road to Ruin, que inclui I Wanna Be Sedated. Foi substituído em 1983 por Richie Ramone, mas voltou em 1987. A banda encerrou atividades nove anos depois, sem perder o jeito moleque. Em 2002, suas pegadas foram imortalizadas no Rock´n´Roll Hall of Fame. A relação de Marky com o Brasil é antiga. Em 2006, ele gravou CD e DVD ao vivo com a banda Tequila Baby. Assim como sua relação com Misfits, no qual tocou por quatro anos. Michale fez parte dos Misfits de 1995 até 2000. São, todos, grandes amigos no universo do punk rock. Assim como Los Violadores, pioneiros do gênero, na Argentina e em toda América Latina.

Para saber mais detalhes basta clicar aqui.


Motorocker no Bolshoi Pub em Goiânia

 A banda Motorocker fará uma apresentação em Goiânia no Bolshoi Pub em 11 de  Novembro.

 O Motorocker surgiu em Curitiba como banda cover do AC/DC. Não durou muito tempo. Isto é, foi além de ser uma banda cover. Em 2006, lançou um disco que é uma verdadeira profissão de fé, Igreja Universal do Reino do Rock, que contém uma versão fiel de Back in Black. O Motorocker, aliás, bateu cabeça com Angus e Malcolm Young quando eles estiveram no Brasil, em 1996. Foram brindados com um elogio rasgado. Os irmãos confessaram que os curitibanos eram a melhor banda tributo que eles tinham ouvido no mundo. Se um elogio das mentes diabólicas do AC/DC não convencer ninguém a sair de casa para curtir o Motorocker é porque há alguma coisa errada com os roqueiros desse país. Com quase 20 anos de boas influências na pesada biografia, o Motorocker parou de comer poeira e passou a levantá-la em redemoinhos gigantescos.

Para saber mais detalhes basta clicar aqui.


Metallica preparando mais um EP

O Metallica vai lançar um EP ao vivo chamado Live At Grimey em Novembro, dia 26. O set foi gravado em 12 de junho de 2008 na loja de discos Grimey em Nashville. O show íntimo foi um aquecimento para a estréia da banda no festival Bonnaroo.

O baterista Lars Ulrich disse ao The Pulse of Radio: "Mesmo depois de anos tocando em arenas e estádios ao ar livre, o Metallica ainda gosta de fazer shows íntimos. Tocar em lugares pequenos é sempre divertido. Toda vez que você tem um lugar pequeno e você tem muita energia e uma boa vibe é sempre divertido fazer, a energia é constante".

Live At Grimey será vendido como um CD normal e como uma edição limitada em vinil de dois discos em uma capa especial.

O EP será vendido apenas em 700 lojas de discos independentes que apóiam a Record Store Day anual, realizada anualmente em abril.


25 de outubro de 2010

Video de Halford no Carioca Club

Confira abaixo um vídeo da banda Halford (projeto solo do vocalista do Judas Priest, Rob Halford) executando ao vivo as músicas "Ressurection" e "Made in Hell" no Carioca Club no dia 24/10/2010!

24 de outubro de 2010

Megadeth toca Rattlehead com Kerry King

Na noite de 21/10/2010 encerrou-se a turnê americana conjunta de Megadeth e Slayer com um show no Gibson Amphitheater em Los Angeles.

Para comemorar o bom relacionamento e deixar claro que antigas desavenças ficaram no passado, o vocalista e guitarrista do Megadeth Dave Mustaine convidou Kerry King do Slayer para tocar a música "Rattlehead" (do primeiro álbum do Megadeth e que há anos não aparecia no repertório da banda).

Esta foi a primeira vez que Kerry King tocou com o Megadeth em vinte e seis anos. Ele fez parte da banda como segundo guitarrista em fevereiro de 1984.

Confira um vídeo desta apresentação logo abaixo.



22 de outubro de 2010

Rafael Bittencourt dá dicas para comprar guitarra

Para quem tem dúvidas na hora de comprar uma guitarra, Rafael Bittencourt, guitarrista do Angra, ensina didaticamente em um vídeo o que fazer na hora de escolher o melhor modelo e desvenda alguns mistérios sobre o instrumento mais cobiçado do meio musical.

Confira as dicas do guitarrista clicando aqui.


Fonte: yamahamusical.com.br

20 de outubro de 2010

Presonus lança o 1Box Production Starter Pack

A Presonus lançou um kit de produção para iniciantes chamado 1Box.

O 1Box Recording Kit é voltado para aspirantes a produtores e/ou "podcasters" com pouca experiência. O kit consiste de uma placa de áudio USB de dois canais - a Audio Box USB - com preamp, phantom power e conversores de 24 bits, o software de produção Studio One Artist (compatível com Windows e MacOS), um microfone condensador M7 e um fone de ouvido HD7 profissional.

O kit completo com hardware e software custa 225 Euros e pode ser adquirido pelo site da Presonus.


Ableton disponibiliza novo Live Pack


A Ableton, criadora do software Ableton  Live, disponibilizou para download em seu site oficial mais um Live Pack. "The Partner Instruments"  é uma compilação de 3,7Gb cujo conteúdo consiste de:

.73 racks de instrumentos;
.17 racks de bateria;
.6 Live Sets;
.85 clips de áudio.

O novo Live Pack da Ableton é gratuito e compatível com a versão 8.1.3 (ou superiores) dos softwares Live 8, Live  8 Suite e Live Intro.

Para baixar o  novo Live Pack "The Partner Instruments" basta clicar aqui.


Fonte: ableton.com


Red Hot Chili Peppers preparando novo álbum

Chad Smith, baterista da banda Red Hot Chili Peppers, afirmou ao site Music Radar que o grupo californiano está "na metade" da produção de seu novo disco. O último lançamento de inéditas foi Stadium Arcadium, de 2006.

O novo trabalho do grupo também está sendo produzido por Rick Rubin. Smith afirmou que já escolheram vinte músicas para o álbum, mas ainda precisam cortar muitas delas. O baterista adiantou que não será um CD duplo, caso do antecessor.

Ainda segundo Smith, o quarteto já marcou diversos shows nos festivais que acontecem no verão do hemisfério norte, mas não confirmou nenhum evento em específico. Com a saída do guitarrista John Frusciante, Kieds, Smith e Flea têm trabalhado com o guitarrista Josh Klinghoffer no estúdio.


Festival Verdurada em Brasília

Masterclass Yamaha em SP

Nos dias 25, 26 e 27 de outubro, a Yamaha Musical do Brasil promoverá em São Paulo o Master Class Yamaha , um curso de áudio profissional ministrado por Aldo Linares, especialista em produtos da marca. Linares possui em seu currículo inúmeros trabalhos como engenheiro de som seja em grandes eventos como nos principais estúdios do Brasil. Linares, que estudou na prestigiada SAE (School of Audio Engineering) em Glasgow na Escócia, é hoje considerado um dos maiores especialistas brasileiros em Networking Audio (Audio Via Rede). Possui ainda amplo conhecimento dos equipamentos digitais da Yamaha o que o habilita a realizar frequentemente, eventos por todo o país.

O workshop tratará de temas como M7CL 48 ES, Audio via rede - Dante, Ethersound e Waves Sound Grid Plug ins a mais nova facilidade dos mixers Yamaha.

Anote na agenda e confira! 

Datas: 25, 26 e 27 de Outubro
Local: YDACC - São Paulo
Horário: 10:00 às 15:00 
Ministrado por: Aldo Linares

Para fazer  sua inscrição basta clicar aqui.


Fonte: yamahamusical.com.br

19 de outubro de 2010

Saiba Mais Sobre: Aterramento Elétrico

por Cristian Schiehl*


Todo mundo que trabalha com áudio deve conhecer os efeitos da falta de aterramento, afinal de contas, quem nunca levou um choque em uma mesa de som ou microfone? Saiba que estes pequenos choques são um indício de que há algo errado com o equipamento ou sua instalação, comprometendo o sistema de áudio e podendo colocar a sua vida em risco.

Falhas no sistema de aterramento (ou sua completa ausência) já foram responsáveis por diversos acidentes em shows de grande porte e ainda representam um perigo para músicos, técnicos e público.

A função principal de um aterramento em um sistema de áudio é formar um caminho livre para a descarga de elétrons acumulados, curto-circuitados ou descaregados junto a carcaça ou meio comum condutor no circuto. Na falta deste caminho para a terra, o usuário do sistema se tornará o condutor destes elétrons, gerando assim inevitáveis choques elétricos, os quais em um sistema amplo ou com defeito podem gerar danos sérios a saúde.

Outro grande problema causado pela falta de aterramento são os indesejáveis ruídos nos equipamentos de áudio, gerados pela presença destes eletrons livres junto a carcaça do equipamento. Problema este que acaba sendo maximizado em equipamentos não balanceados, nos quais o negativo e o terra (carcaça do equipamento) estão ligados por meio comum, disponibilizando estes eletrons livres em todo sistema de áudio.

 Certa  vez tive a infeliz oportunidade de sentir na pele os efeitos da falta de aterramento quando iniciava a manutenção de um amplificador de áudio de um cliente que faz parte de uma igreja  (deste então nunca mais cheguei perto de um equipamento não aterrado). Ao que tudo indica, ele, ao fazer a  instalação ou transporte do equipamento, puxou o cabo de AC da fonte, fazendo com que este se rompesse junto à conexão da placa, o qual acabou encostando na carcaça do equipamento. Ao conectar o equipamento na rede de elétrica para as primeiras verificações constatei que o mesmo não apresentou sinal de vida; foi então que ao desconectar o equipamento da tomada acabei me encostando na carcaça do amplificador e ali fiquei “grudado” por alguns instantes. Felizmente eu estava com calçado de borracha que me fornecia isolamento e ligado à terra apenas por meu braço, que estava encostando na parede, tornando menores as proporções do acidente. Quando a carcaça do equipamento entrou em contado com a fase da rede elétrica nada de anormal ocorreu, tornando-a apenas uma sequência da rede, o que representa um perigo aos usuários. Poderia ter sido diferente se o equipamento estivesse aterrado, já que a fase entraria em contato com o terra, fazendo com que a rede sofresse uma sobrecarga que queimaria o fusível do amplificador ou desarmaria do disjuntor da rede.

Imagine  agora as proporções de um curto-cirtuito desse porte na igreja onde o amplificador se encontrava instalado (a igreja não tem aterramento!!), tendo em vista que o mesmo era ligado junto a quatro amplificadores em um sistema de áudio completo, com mais catorze microfones, vários instrumentos, computadores, efeitos e mixers digitais, etc... O efeito seria uma descarga elétrica contínua da rede sobre todos os usuários do sistema (existe um momento do culto em que todos os fiéis dão as mãos).

Quanto aos métodos de instalação de um aterramento, convém  ressaltar que é importante o auxílio de um profissional especializado, que calculará a potência do sistema, analizará o solo, etc...

Uma dúvida frequente dos “técnicos em áudio”  refere-se à quantidade de hastes a serem fixadas no solo. Inicialmente  indica-se que seja no mínimo duas hastes interligadas, com distância igual ao comprimento de cada uma, e o fio utilizado junto à ligação do aterramento deve ter no mínimo a expessura do utilizado na rede elétrica.

Atenção com seu sistema de aterramento, ele pode salvar sua vida.


*Cristian Schiehl é técnico em Eletrônica e responsável pelo departamento de Assistência Técnica da rede Fujisom.

18 de outubro de 2010

Moog lança aplicativo para iPhone e iPad


A Moog Music acaba de anunciar o Filtatron, processador de efeitos em tempo real e poderosa ferramenta de estúdio, para iPhone e iPod Touch. O coração do Filtatron é um filtro progressivo cuidadosamente modelado, o mesmo que imprime características quentes e espessas aos instrumentos Moog. Ele modela musicalmente os sons fornecidos pelo oscilador interno do Filtatron, pela entrada de linha ou microfone dos equipamentos ou por samples. 

O Filtatron é muito mais que um simples aplicativo sonoro. Graças aos pads multitoque, é uma intuitiva interface de performance que oferece controle total dos parâmetros principais de construção sonora ao alcance das mãos. Com tanto controle, é praticamente impossível a criatividade cessar. 

“Filtatron representa a primeira vez em que sons com a assinatura Moog estão disponíveis fora de um sintetizador manufaturado de alto padrão Moog”, afirma Mike Adams, presidente da Moog Music. “Este poderoso aplicativo amplia os recursos de estúdio de usuários Moog tradicionais, e oferece a músicos entusiastas e fãs do Moog uma maneira de criar e compartilhar seus presets personalizados. E tudo isso por um preço que torna os sons Moog acessíveis ao grande público.” 

O Filtatron vem carregado de presets insanos que dão o pontapé inicial ás suas explorações sonoras, oferecendo uma ampla variedade de sons rítmicos a contínuos. Filtatron também vem com um conjunto de amostras próprias para loops e você pode usar o sampler para gravar e reproduzir seus sons exclusivos. Ele contém um módulo de efeitos responsável por um incrível Delay e controles de amplificação que oferece timbres que vão do overdrive analógico á distorção extrema.


Novo amp Fender G-DEC 3

A Fender lançou recentemente na Expomusic 2010 o seu mais novo amp de guitarra, o Fender G-DEC 3.0. Imagine ter em seu amplificador gravações dos mais diversos e renomados artistas feitas pelos próprios artistas a pedido da Fender! Além disso, o novo G-DEC é extremamente fácil de usar e qualquer guitarrista, mesmo sem o menor conhecimento de mixagem, gravação em looping e afins, consegue criar seus próprios loops usando os acompanhamentos disponíveis e compor, ensaiar ou até se divertir! O G-DEC 3.0 tem ainda uma porta USB inclusa que permite a conexão do amplificador com qualquer computador portátil (notebook) ou desktop. A conexão é tão simples e rápida como conectar uma câmera digital e permite que você grave suas músicas, emule amplificadores e efeitos e, ainda, edite efeitos, acompanhamentos e afins.

Veja abaixo um vídeo de demonstração do G-DEC  3.0.



Vox lança o Mini 3


Para quem procura um amplificador portátil, a Vox apresenta o Mini 3, que combina tecnologia de modelagem com funções versáteis embutidas, tem a opção de alimentação AC ou pilhas e está disponível nas cores preta, marfim e verde racing.

O Mini 3 dispõe de onze modelos de amplificador, incluindo o Vox British e outros amps clássicos e raros, até um amp sem distorção que preserva a qualidade natural do som, para ser usado com um instrumento acústico, teclado etc.

Além de um afinador, estão disponíveis oito efeitos: compressor, chorus, flanger, tremolo, dois reverbs e dois delays. Um efeito e um reverb/delay podem ser controlados simultaneamente e a opção Tap Tempo facilita a configuração do Delay.

Além da entrada de instrumento, há também uma entrada de microfone, com seus próprios controles de volume e de reverb/delay, e uma entrada auxiliar, para conexão de CD, mp3 player ou outra fonte de áudio, permitindo que o Mini 3 seja usado sozinho em uma performance.

O Mini 3 pode ser alimentado pela rede elétrica ou por seis pilhas AA, que duram aproximadamente 30 horas.


Yamaha lança o Tyros 4 Arranger Workstation


O Tyros 4 apresenta recursos como 128 notas de polifonia, Gerador de Som AEM (Articulation Element Modeling) com novas Voices Super Articulation2! de altíssima qualidade. O painel intuitivo do Tyros4 oferece controles em tempo real como 9 sliders no painel para controle de funções e dois switches ART para controle das Super Articulation Voices. Os 500 Styles internos fazem uso da renomada tecnologia Mega Voice juntamente com o formato SFF GE. Além disso, o Tyros3 possui HD interno de 250GB, permitindo a gravação de áudio em duas pistas Stereo. O Tyros4 conta também com o novo VH2 (Vocal Harmony 2), que além da harmonia vocal tradicional com maior qualidade, apresenta o tradicional Vocoder. A conexão IDC ficou ainda mais fácil, graças aos novos recursos de ajuda na conexão.

CARACTERÍSTICAS GERAIS

1. "Vocal" orientado com o novo VH2 e novas Mega/SA voices (Vocal) 
A nova função vocal harmony chamada de VH2 oferece mais qualidade à harmonia adicionada à sua voz enquanto o teclado é tocado. O novo VH2 se compara a outros processadores em qualidade, estabilidade e precisão. Adicionalmente, o Tyros4 possui uma grande variedade de novos timbres vocais como Mega Voice e Super Articulation Voices.

2. Qualidade Sonora Surpreendente
Novas Voices, apresentando grande variedad de sons incluindo o novo Violin (SA2) e Soprano Sax (SA2). Novos estilos, apresentando estilos "vocal” inexistentes anteriormente. Além disso, o Tyros4 possui novos DSPs com tecnologia VCM, derivada dos mixers digitais profissionais da Yamaha.

3. Fácil Operação com Gravação/Reprodução de áudio integrada e Instalação Fácil (One-Click)
A função “Audio Recorder/Player” é integrada ao HD interno. A instalação dos Premium Packs de Voices oferece fácil acesso às voices. O novo “IDC setup wizzard” proporciona solução simples para a conexão com Internet, correspondendo ao WPA2 como padrão de encriptação.

4. Capacidade de Expansão
O HD interno do Tyros4 possui 250GB, três vezes a capacidade do Tyros3, possibilitando gravação de mais de 400 horas de áudio. Além disso, o usuário pode expandir a memória flash com os novos módulos de Memória Flash (Opcionais – FL1024M/ FL512M) da Yamaha. Com esses módulos de memória, o músico não precisa esperar mais o tempo de carregamento das Premium Voices. Basta ligar o Tyros 4 e tocar. Para o Tyros4, a Yamaha desenvolveu o novo sistema TRS-MS04 com muito mais qualidade sonora.

Para saber mais sobre o produto basta clicar aqui.






Yamaha Play Now em Belo Horizonte

A Yamaha Musical do Brasil promoverá entre os dias 21 e 24 de outubro, no Pátio Savassi em Belo Horizonte, mais uma edição do Yamaha Play Now!, exposição interativa dos instrumentos da marca.

O evento é muito reconhecido e dá a oportunidade do público aliar entretenimento à experimentação, pois todos que quiserem poderão testar os instrumentos expostos no local. Além de tocar, o público poderá apreciar todos os dias, a música ao vivo produzida pelos demonstradores da Yamaha.

Para quem tem interesse ou curiosidade em conhecer, nada melhor do que conferir o evento. Além de conhecimento e contato direto com os melhores instrumentos musicais do mundo, é diversão na certa.

INFORMAÇÕES: 

Evento: Yamaha Play Now!
Data: de 21 à 24 de Outubro 
Local: Pátio Savassi
Endereço: Av. do Contorno, 6061 
Cidade: Belo Horizonte / MG 

Maiores Informações: www.patiosavassi.com/


14 de outubro de 2010

Proppelerhead lança o Drum Takes for Record

A Proppelerhead, empresa criadora do dos softwares Reason e Record, lançou o Drum Takes - Live Drums For Record, um conjunto de samples de bateria para o software de gravação Record.

Os novos pacotes incluem timbres de bateria para três estilos - Alt Rock, Folk Rock e Dry Indie - gravados ao vivo e estruturados com introdução, versos, refrãos, pontes e finalização. O Alto Rock possui batidas mais fortes e agressivas; o Folk Rock possui um som mais "encorpado", com bastante reverb natural; e o Dry Indie possui timbre seco, mais voltado para o uma sonoridade pop.

Todos os takes gravados podem ser abertos em canais separados, permitindo ao músico/produtor fazer sua própria mixagem.

O Drum Takes for Record está disponível para venda no site da Proppelerhead. Assista abaixo um tutorial em vídeo dos novos refis do Record.



Woodstock Rock Fest em Goiânia

WOODSTOCK ROCK FEST 2010 em Goiânia:

Data: DIA 16 DE OUTUBRO (Sábado)
Horário: A partir das 16:00hs
Local: *Chácara Hollywood* ,N°8, Qd-249, Jardim Novo Mundo
Ingresso: $10,00 (antecipado)

Show com as bandas:
BARANGA (SP) - www.myspace.com/baranga
MORTUÁRIO - www.myspace.com/mortuarioband
RESSONÂNCIA MÓRFICA - www.myspace.com/ressonanciamorfica
FIGADO KILLER - www.myspace.com/figadokiller
ANTICIRCUS (AC/DC COVER) - 
HELL BENDERS - www.myspace.com/hellbendersbr
CHAXINA - www.myspace.com/chaxinarock 

Pontos de vendas:

Woodstock Bar
Hocus Pocus
Vai Tomar no Kuka Bar 

Cavalera Conspiracy lança nova música

O Cavalera  Conspiracy, dos irmãos Igor Cavalera e Max Cavalera,  tocou no festival SWU - realizado nos dias 9,10 e 11 em Itu-SP - uma nova música, chamada "Warlord", que estará no próximo álbum da banda.

A banda tocou ainda vários hits como "Sanctuary", "Inflikted" e o clássico do Sepultura "Roots Bloody Roots".

Confira abaixo o vídeo de Warlord no show do Cavalera  Conspiracy no SWU.



12 de outubro de 2010

Fender lança modelos com humbucking

A Fender lançou uma nova série de guitarras, batizada Blacktop. São modelos "turbinados" das já conhecidas e clássicas Stratocaster, Telecaster, Jazzmaster e Jaguar. O diferencial está nos captadores humbucking que equipam os instrumentos e possibilitam um timbre carregado e pesado.

As Fender Blacktop Stratocaster HH, Blacktop Telecaster HH, Blacktop Jazzmaster HS e Blacktop Jaguar HH vêm com dois captadores humbucking de alnico. A excessão fica para a Blacktop Jazzmaster HS, que vem com um single humbucking na ponte e um tradicional Jazzmaster single-coil no braço.

São todos instrumentos de alta qualidade no acabamento e uma beleza impecável. Vale a pena conferir os detalhes de cada modelo. Veja fotos e as particularidades (em inglês) da série Fender Blacktop no site da fabricante.


Megadeth preparando novo álbum

Steven Patrick, da Uweekly.com, fez recentemente uma entrevista com o baixista do Megadeth David Ellefson, onde ele revela que a banda está trabalhando em novas músicas. Seguem alguns trechos da entrevista.

Uweekly.com: Como está a relação entre você e o Dave?

Ellefson: Tem sido boa. Sabe, eu e eles nos falamos muitas vezes nesses anos e acho que desenvolvemos uma amizade melhor do que tínhamos antes. Antes a banda sempre vinha em primeiro lugar, a amizade acabava sofrendo. Dessa vez, nós estamos nos focando na amizade e as coisas relacionadas com a banda fluem mais fácil e tudo se encaixa melhor.

Uweekly.com: Você tocou em muitas formações diferentes do Megadeth. Como é essa atual comparada às outras?

Ellefson: É ótima. Amo o modo como Shawn Drover toca, especialmente no material do Rust In Peace. Ele tem um jeito diferente que faz a música soar muito bem ao vivo. E o Chris Broderick, ele não deve em nada aos guitarristas anteriores. Ele toca com tanta perfeição, e as coisas que ele fez no Megadeth são animais.

Uweekly.com: Como foi o projeto do CD/DVD ao vivo do vigésimo aniversário do Rust In Peace?

Ellefson: Foi legal. No começo a tour do Rust in Peace era para durar um mês, e começou em março, mas as críticas foram muito boas. Todo mundo ficou tão empolgado que eu tinha voltado e que eu e o Dave estávamos tocando juntos novamente. Foi fácil. A gente pensou "Precisamos gravar isso." Dai continuamos com isso. Marcamos várias datas nas Américas do Sul e Central, passamos pela Europa, e todos estavam pedindo o Rust In Peace, então decidimos tocar em todos os lugares e o setlist acabou se tornado o favorito dos fãs e vamos tocar até o fim do ano. Foi por isso que decidimos tocar o Rust In Peace na integra esse ano todo.

Uweekly.com: Creio que essa pergunta está na ponta da língua de todos os fãs do Megadeth então, para quando podemos esperar um novo álbum do Megadeth com o poderoso David Ellefson de volta ao baixo?

Ellefson: Bem, já começamos a trabalhar em algumas coisas. Começamos a trabalhar com algumas músicas no decorrer dos últimos meses. Estamos catalogando idéias novas, que é como o processo começa. Tem sido bacana. Várias coisas legais têm surgido e vamos terminar a tour no fim do ano, mas assim que entrarmos em 2011, nós vamos nos concentrar sério na gravação do novo álbum.


Sirenia preparando novo álbum

A banda norueguesa de Symphonic Gothic Metal Sirenia anunciou que o título de seu mais novo trabalho de estúdio (sucessor de The 13th Floor, 2009) se chamará The Enigma of Life. O disco tem previsão inicial de lançamento para o início de 2011. Atualmente, a vocalista espanhola Ailyn encontra-se em estúdio gravando os vocais das faixas.


6 de outubro de 2010

Cosmu sorteia apresentação na FNAC

O site Cosmu está sorteando uma apresentação musical na FNAC no dia 18/11/10.

A FNAC é a maior referência mundial no varejo de cultura. Além de tocar ao vivo, o CD da banda sorteada estará disponível para venda ao público. A banda poderá ainda escolher se deseja tocar em formato acústico ou convencional. Organização, divulgação e credibilidade em um espaço reconhecido que dará a você uma grande oportunidade de apresentar sua música!

Para saber mais detalhes sobre o sorteio basta clicar aqui.

A importância das caixas acústicas


por Cristian Schiehl*

Caixas acústicas : elas são mais importantes do que você imagina!

De um modo geral caixas acústicas são tratadas como uma parte de pouca importância em um sistema de áudio, sendo tal criada seguindo apenas as especificações de litragem e tamanho exigidas pelo alto falante e tendo o conhecimento popular como fonte de referência para grande parte dos projetos. 

A construção de caixas é tida como algo de pouca dificultade técnica - uma ilusão na verdade. Um engenheiro especializado chega a trabalhar vários anos para desenvolver um projeto de caixa acústica para um determinado alto falante, no qual se leva em conta centenas de fatores, realizando dezenas de testes, pesquisas e cálculos para cada um destes fatores. 

Ao final do projeto as diferenças são abismáticas, tanto em pressão sonora quanto em qualidade, o que faz com que o sistema apresente uma melhor e mais plana resposta de frequências, facilitando assim sua operação e diminuindo a quantidade de equipamentos de processamento e equalização de áudio. 

Em relação a uma caixa mal projetada, o ganho em pressão sonora pode chegar a 6 db. Considerando-se que para um ganho de 3db é necessário duplicar a quantidade de potência (rms) e de alto falantes, para um ganho de 6 db teria-se que quadruplicar todo o sistema de áudio, ou seja, 4 x mais amplificadores, alto falantes, caixas, processadores e etc... 

Imaginem esta diferença aplicada num sistema de áudio com dezenas de caixas; torna-se gigantesco o aumento dos gastos para produção da mesma pressão sonora. 

Equipamentos como amplificadores e mixers geralmente são tidos como prioridade dos investimentos, as caixas se tornanm apenas um detalhe, com o qual é gasto o mínimo possível. Economia esta que acaba reduzindo a qualidade dos sistema e gerando gastos ainda maiores. 

Quanto a escolha de uma caixa acústica vale ressaltar que cada uma é projetada para um determinado tipo de alto falante. Quando se fala de “tipo” de alto falante, refere-se ao modelo e não apenas ao tamanho, sendo que um alto falante com o mesmo tamanho, material e potência dificilmente irá gerar os mesmos resultados do que foi ulitizado no projeto original. 


Caixas acústicas de qualidade geralmente vêm de fábrica com alto falantes próprios. Evite caixas cujos alto falantes são montados de acordo com a necessidade - estas não possuem o melhor rendimento. 

Outro aspecto que se deve levar em consideração é o emprego desse sistema. Algumas caixas não são projetadas considerando fatores como a compressão térmica, ou seja, aquela maravilha de caixa que você comprou quando colocada em local aberto debaixo de sol quente pode ter seu rendimento reduzido brutalmente, além do perigo de danificação da estrutura e até mesmo de super aquecimento do alto falante e consequentemente sua danificação. 

Na hora de montar um sistema de áudio, escolha com atenção suas caixas acústicas. Elas podem fazer muita diferença.

*Cristian Schiehl é técnico em Eletrônica e responsável pelo departamento de Assistência Técnica da rede Fujisom.

5 de outubro de 2010

Sony lança o Vegas Pro 10

A Sony Creative Software (braço da Sony que produz programas para profissionais de áudio e vídeo) anunciou o lançamento da nova versão do  Vegas, o Vegas Pro 10.  A nova versão do software promete atender as necessidades de recursos de boa parte dos produtores profissionais.

Os novos recursos das versões 32 e 64 bit do Vegas Pro 10 incluem ferramentas de edição em 3D estereoscópico, mais recursos de "closed caption", mais efeitos de vídeo e melhorias na interface e na área de trabalho do software. Os novos recursos permitem produzir e divulgar de forma rápida conteúdo para propaganda, Youtube 3D, lançamentos teatrais e preparar conteúdo para DVD e Blue ray 3D. Além disso ainda oferece:

.função Multicam  expandida;
.maior suporte para DSLR vídeo;
.funçãoTrack Grouping (agrupamento de faixas);
.Advanced Transporting Control (controle de transporte avançado )


Fonte: kvraudio.com

ESP cria ferramenta para iPhone

A ESP Guitar Company desenvolveu, em parceria com a Brainmask, o aplicativo ESP Experience, compatível com iPhone, iPad e iPodTouch. O gadget oferece ao usuário uma série de informações exclusivas como entrevistas como artistas ESP, cobertura de eventos, dicas técnicas de guitarras e baixos da marca, um localizador de revendas e muito mais. O destaque fica para a seção de vídeos e lições com artistas ESP e o link para download gratuito de músicas de artistas relacionados à marca, iniciando pelo Metallica. Além disso, um afinador cromático profissional para guitarra e baixo fica à disposição do usuário, assim como o catálogo completo de produtos. 

Para baixar o ESP Experience, basta acessar a Apple App Store diretamente do equipamento Apple ou visitando o endereçowww.itunes.com/apps/espexperience . O preço do aplicativo é de US$ 2,99, com direito a todas as futuras atualizações. O download é efetuado após um pequeno registro.


Os melhores riffs do século 21

Polêmica no ar...

O riff de guitarra de "Plug In Baby", do MUSE, foi nomeado o melhor riff de guitarra do século 21. A faixa, lançada em 2001, foi uma das duas músicas da banda incluídas no top-10 de uma votação feita pela revista Total Guitar.

"Slither", do VELVET REVOLVER, ficou em segundo lugar, enquanto "Afterlife", do AVENGED SEVENFOLD, ficou em terceiro.

O top-5 foi completado pelo DREAM THEATER com a música "The Dark Eternal Night" e outra do MUSE, "Knights of Cydonia".

O editor da Total Guitar, Stephen Lawson disse: "Eu acho que o Muse ganhou porque Matt Bellamy é um guitar hero do século 21. Ele é realmente inovador, um tipo real e criativo, que surge com partes originais da guitarra. Tenho certeza de que isso contribui para que seus riffs sejam cativantes também".

O top-50 também incluiu músicas do GREEN DAY, KASABIAN, ELBOW, METALLICA e BIFFY CLYRO. Veja o top-10 abaixo:

Melhor Riff de guitarra do século 21 - Top-10:

1. Muse - "Plug In Baby"
2. Velvet Revolver - "Slither"
3. Avenged Sevenfold - "Afterlife"
4. DREAM THEATER - "The Dark Eternal Night"
5. Muse - "Knights of Cydonia"
6. Queens of the Stone Age - "No One Knows"
7. White Stripes - "Seven Nation Army"
8. Machine Head - "Halo"
9. The Killers - "Mr Brightside"
10. Avenged Sevenfold - "Beast And The Harlot"

E para você, quais foram os melhores riffs da primeira décado do século 21? Deixe seu comentário logo abaixo!



Roger Waters acusado de racismo

Roger Waters está sendo acusado de antissemitismo por causa de sua turnê mais recente, que comemora os 30 anos de The Wall, lendário álbum duplo do Pink Floyd, lançado em 1979. E, de acordo com o que o site Gigwise publicou nesta segunda, 4, o músico ficou furioso com a acusação.

Um grupo chamado Anti-Defamation League (algo como "liga antidifamação") acusou Waters, na semana passada, de reforçar visões estereotipadas sobre judeus e sua "suposta obsessão com fazer dinheiro" por causa de uma passagem de seu show. A apresentação mostra estrelas de Davi e cifrões de dólares, entre outros símbolos, caindo de aviões como se fossem bombas durante a performance da música "Goodbye Blue Sky".

Waters negou que o palco de seu show fosse antissemita e disse que Abe Foxman, o diretor da Anti-Defamation League, que iniciou as acusações, deveria ir ver a turnê antes de "fazer julgamentos".

"Ao contrário do que afirma o senhor Foxman, não existe nenhum significado oculto na ordem ou justaposição desses símbolos", declarou o artista. "O que estou querendo mostrar na música é que o bombardeio a qual todos nós estamos sujeitos por conta de ideologias religiosas, políticas e econômicas conflituosas só nos encoraja a nos voltarmos uns contra os outros, e eu fico de luto pela concomitante perda de vida."

Ele ainda acrescentou que se a turnê The Wall tiver de fato uma mensagem política, ela é: "Procure iluminar nossa condição e encontre novas maneiras de encorajar a paz e o entendimento, especialmente no Oriente Médio".


Ozzy regrava música de John Lennon

John Lennon faria 70 anos de idade nesta semana, e quem melhor para homenagear seu legado musical do que Ozzy Osbourne?

O vocalista original do Black Sabbath gravou a música "How" , de Lennon. A canção está à venda no iTunes e tem renda revertida para a Anistia Internacional.

Osbourne disse que Lennon era uma "força motriz para a humanidade". O cantor também afirmou que os Beatles o inspiraram a seguir a carreira musical.


2 de outubro de 2010

Metallica faz cover de The Kinks

 O Metallica disponibilizou no youtube seu mais novo cover, a música "You really got me", do The Kinks, para o próximo álbum de Ray Davis, See my Friends. Confira a música logo abaixo.




O que você achou da música? Deixe seu comentário!

Fonte: metalremains.com

Mais Notícias

Notícias - KVR Audio News

Notícias - Sound On Sound Audio News

Notícias - Gearjunkies Audio News

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...