1 de julho de 2010

Músico americano processa Jimmy Page por plágio

Jake Holmes, cantor norte-americano de folk, entrou com um processo contra Jimmy Page, alegando ser o verdadeiro compositor do clássico "Dazed and Confused". A informação é do site do jornal britânico The Guardian.

Em documentos enviados na segunda, 28, Holmes citou um registro de direito autoral da faixa datado de 1967 (e renovado em 1995). "Dazed and Confused" foi lançada no mesmo ano, integrando o álbum de estreia do cantor,The Above Ground Sound of Jake Holmes. Os valores do processo contra Page e a gravadora do grupo são de, no mínimo, US$ 1 milhão pelos danos causados.

A história que rodeia a canção é conhecida. Segundo foi documentado pela revista Perfect Sound Forever, em setembro de 2001, Holmes abriu o show do Yardbirds (grupo do qual Page fez parte antes de se juntar ao Zeppelin) no Greenwich Village, em agosto de 1967. "Foi o momento mais infame da minha vida, quando 'Dazed and Confused' caiu nas mãos de Jimmy Page", contou ele, durante a entrevista. O baterista do Yardbirds Jim McCarty foi então a uma loja de discos no dia seguinte para comprar o álbum de Holmes. A banda fez uma versão da faixa, incluindo riffs de Page no meio da música.

De acordo com o The Guardian, quando o Yardbirds terminou, no ano de 1968, Page levou a faixa à sua nova banda, lançando-a no disco de estreia Led Zeppelin, de 1969. Apesar de ser bastante comentado o nome de Holmes no que se refere à faixa, foi Jimmy Page que levou os créditos como compositor. Em 1990, a revista Musician perguntou a Page se Holmes era o verdadeiro dono de "Dazed and Confused". "Não sei sobre isso", respondeu o guitarrista. "Eu gostaria de não me envolver, pois não sei sobre as circunstâncias. Não ouvi Jake Holmes então não sei de nada a respeito. Geralmente, meus riffs são bastante originais."

Segundo o jornal britânico, não está claro o porquê de Holmes esperar por mais de 40 anos para entrar com um processo por plágio. De acordo com a lei, o cantor só pode reivindicar royalties e danos pelos últimos três anos - lucros da música e indenização de US$ 150 mil por infração. Na entrevista da Perfect Sound Forever, Jake Holmes disse ter se dado conta do plágio quando o álbum do Zeppelin foi lançado, mas que "estupidamente" não tomou nenhuma medida. "No começo dos anos 80 eu escrevi uma carta a eles e disse basicamente: 'Eu entendo que se trata de uma colaboração, mas acho que vocês deveriam me dar algum crédito, no mínimo.' Mas eles nunca me responderam ou entraram em contato comigo."

Para ouvir as duas versões da música e fazer uma comparação entre elas basta clicar aqui.


Postar um comentário

Mais Notícias

Notícias - KVR Audio News

Notícias - Sound On Sound Audio News

Notícias - Gearjunkies Audio News

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...