14 de março de 2010

Show do Guns N Roses em São Paulo

Foi diante de um Palestra Itália lotado - 38 mil pessoas no total, segundo a organização do evento - que o Guns N' Roses começou, por volta das 0h45 deste domingo (14) em São Paulo, o terceiro show da turnê de Chinese Democracy no Brasil, que já passou por Brasília e Belo Horizonte.

Antes disso, porém, as bandas paulistanas Rock Rocket e Forgotten Boys aqueceram os ânimos da volumosa plateia para a entrada de Sebastian Bach, convidado de Axl Rose para abrir os cinco shows do Guns no país. O músico subiu ao palco às 21h45 e, ao lado de sua banda de apoio, fez uma apresentação muito decente. Empolgado, Bach mostrou o ânimo dos tempos de Skid Row e, durante 1h30, apresentou hits de sua antiga banda, além de algumas canções de "Angel Down", seu novo álbum solo.

Após muita espera por parte dos fãs, o Guns N' Roses apareceu quase à 1h da manhã para fazer seu terceiro show no país. Pouco após iniciar a apresentação com "Chinese Democracy", Axl interropeu o show para brigar com alguém do público, ameaçando que ele e seus "rapazes poderiam ir embora a qualquer momento". Passada a tensão, o show seguiu com três hits na sequência: "Welcome To The Jungle", "It's So Easy" e "Mr. Brownstone".

Axl Rose esbanjou bom humor e simpatia e, apesar de sua fama de difícil, conversou com o público, sorriu, arranhou no português e até pediu para que as pessoas não se amontoassem com exagero na frente do palco, para que "todos tivessem uma grande noite". O líder do Guns também se explicou sobre o fato de não ter aparecido na apresentação surpresa que a banda faria nesta quinta (11) em SP. "Eu estava com a voz muito ruim e tinha que pensar em qual show deveria fazer. Decidi dar prioridade a vocês. Eu não conseguiria dizer 'não' a todos vocês", comentou, arrancando aplausos dos fãs.

Mas o que mais chama a atenção é a voz de Axl. A intensidade presente no começo da apresentação, quando o vocalista alcança agudos invejáveis, logo dá lugar a uma voz frágil, distante daquela que fez dele um vocalista singular. Talvez pelo grande número de canções no setlist, o cantor de 48 anos não conseguiu manter a voz e, após uma dezena de músicas, apresentou cansaço e fraqueza nas cordas vocais, que mais tarde se tornariam uma rouquidão da qual o próprio Axl se desculpou.

Ainda assim, é inegável a força de canções como "Sweet Child O' Mine", "November Rain" e "Patience" --os melhores momentos da apresentação ao lado das covers "Live And Let Die" e "Knockin' On Heaven's Door"--, principalmente quando executadas junto das faixas mais arrastadas de "Chinese Democracy", o trabalho mais recente de Axl com a banda. A extensa apresentação terminou por volta das 3h20 com o hit "Paradise City" e uma chuva de serpentina e papel picado.

O Guns N' Roses ainda se apresenta neste domingo (14) no Rio de Janeiro (Praça da Apoteose) e na próxima terça (16) em Porto Alegre (estacionamento do Fiergs), encerrando a sequência de shows no Brasil.


Postar um comentário

Mais Notícias

Notícias - KVR Audio News

Notícias - Sound On Sound Audio News

Notícias - Gearjunkies Audio News

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...