17 de dezembro de 2009

Produtor Maurício Monteiro adere à Cakewalk VS700


O nome de Maurício Monteiro sempre é citado como referência para os profissionais do áudio. E a razão para isso é seu vasto conhecimento musical. Além de ter iniciado a carreira profissional na gravadora Paradoxx, o produtor foi responsável por projetos de artistas dos mais variados estilos, como Kiko Zambianchi, Pato Banton, Pavilhão 9 e Dominó, entre outros.
Após tornar-se evangélico, auxiliou a Bola de Neve Church a criar o Bola Music, selo que produz trabalhos de Rodolfo Abrantes, Catalau, Nengo Vieira etc, além de distribuir álbuns de bandas internacionais, como Christafari e Dominic Balli. Monteiro também está ligado a outros projetos musicais da Igreja, como a Bola Rádio.
Além de fazer algumas produções para a Bola de Neve Church, o profissional também faz projetos publicitários para diversas empresas. E para auxiliá-lo em seus trabalhos, Monteiro conta com o sistema de gravação Cakewalk VS-700. “Sei que essa solução integrada é realmente muito boa e tenho certeza que tende a ficar ainda melhor.”
Qual foi o primeiro equipamento Roland que você utilizou?
Foi o sintetizador D-20. Mas, logo depois, programei em um sequenciador MC-50 e utilizei os teclados D-50 e D-70. Já o primeiro equipamento Roland que eu adquiri foi um dos modelos do Sound Canvas.
Por que optou pelo sistema VS-700?
Um dos fatores que mais chamou a minha atenção foi a assinatura da Roland, pois confio demais na empresa. Além disso, utilizava o Digital Snake e sabia que tudo estaria integrado. Com um computador equipado com processador Quad Core, além de Windows 7 e Sonar 8.5, o sistema está perfeito. E sei que essa solução integrada é realmente muito boa e tenho certeza que tende a ficar ainda melhor.
Qual recurso mais te surpreendeu?
Ainda estou me aprofundando, mas existem diversas ferramentas que se tornarão usuais assim que eu estiver mais íntimo do software. Pelo tempo que testei, um dos recursos mais legais foi a configuração do layout de plug-ins e de instrumentos. A visualização da área de trabalho facilitou bastante meu raciocínio. Além disso, vale destacar a integração com o 64-bits, que funciona muito bem.
Está utilizando o VS-700 em algum projeto específico?
A Bola de Neve está produzindo um longa-metragem e serei o responsável por toda a parte sonora, desde a trilha até os efeitos. Assim que o filme for lançado, os espectadores notarão que áudio está “pulando” da tela. Além disso, estou preparando uma nova música do Rodolfo, ex-Raimundos, que vai antecipar um disco.



Fonte: roland.com.br
Postar um comentário

Mais Notícias

Notícias - KVR Audio News

Notícias - Sound On Sound Audio News

Notícias - Gearjunkies Audio News

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...